terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Museu da Língua Portuguesa



Acho que já deve ser do conhecimento de todos o incêndio que aconteceu ontem, dia 21 de Dezembro, no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Vi a notícia num post do Facebook e não quis acreditar nas imagens que estavam sendo compartilhadas. Algumas pessoas que me conhecem bem sabem que eu adoro museus e prédios históricos. Sabem também que amo São Paulo e o fato de ter me formado em Letras faz com que eu sinta um enorme carinho por aquele patrimônio cultural. Aliás, acho que não só para quem é formado em Letras, mas o museu é uma grande representação do que todos nós somos construídos: da Língua Portuguesa.

Felizmente tive a oportunidade de visitar o museu ano passado. No dia não havia nenhuma outra exposição além do acervo fixo, mas mesmo assim foi um passeio muito emocionante, principalmente na exposição sobre a História da Língua Portuguesa, que é narrada pela atriz Fernanda Montenegro, contando com a participação de outros grandes nomes nas declamações de poesias. Nesse vídeo vocês conseguem ver um pouco da exposição, mas infelizmente não tem a Praça da Língua, que é uma espécie de planetário onde versos são projetados por todos os cantos de uma sala escura, desde o chão ao teto.

No andar inferior tem a Grande Galeria, que é um corredor com um telão de 106 metros que contém também mais fatos sobre a história da nossa língua e alguns artefatos estão expostos ao lado de painéis com mais curiosidades. Ao fundo nesse andar, numa sala isolada, fica o Beco das Palavras, onde há uma mesa interativa na qual podemos brincar com a formação das palavras.

Além do acervo, o prédio é um lugar belíssimo. Não tirei muitas fotos, mas claro que queria ter alguns registros. Fiquei realmente muito pesarosa com a notícia, foi um dia de luto para a nossa cultura. E mais triste ainda saber que um bombeiro faleceu no resgate aos funcionários do museu. Espero que o local possa ser restaurado, para que mais pessoas consigam viver um pouco da emoção que senti quando estive lá.



Fotos: Eliézer Ferreira

4 comentários:

  1. Seu texto me fez rememorar o dia que estivemos por lá e o encantamento dos que viram o Museu pela primeira vez. Grato e abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi um momento muito especial, ainda bem que tivemos a oportunidade de ir antes que acontecesse essa tragédia.

      Excluir